Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

ZFM depende de infraestrutura para crescer

Manaus, 22 de fevereiro de 2022

No próximo dia 28 a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) vai completar 55 anos de atuação na região da Amazônia Ocidental. Mesmo diante da crise mundial provocada pela covid-19, o projeto Zona Franca de Manaus (ZFM) continua se destacando na economia da região. Com o Decreto-Lei 288, de 28 de fevereiro de 1967, iniciou-se uma época de forte impacto econômico positivo, permitindo o desenvolvimento da área constituída pelos estados do Amazonas, Acre, Rondônia, Roraima e Amapá.

A Suframa, sob a administração segura do superintendente, general Algacir Antonio Polsin, esforça-se para reafirmar a sua posição de agência oficial de desenvolvimento, não se limitando ao sucesso dos empreendimentos econômicos implantados no Polo Industrial de Manaus (PIM), mas atuando na região em que está inserida para criar perspectivas futuras para o contínuo desenvolvimento socioeconômico.

Na atual administração a Suframa tem procurado concretizar ações de desenvolvimento regional em conjunto com instituições que atuam na região Norte e são comprometidas com esse objetivo. Mas, admitamos que não tenha sido fácil desempenhar essa tarefa, em razão de vários descompassos que ocorrem na esfera política, administrativa e econômica do nosso país. Por isso, o nosso reconhecimento, a nossa admiração pelo empenho que esse órgão, de tamanha importância, tem oferecido ao longo de 55 anos, graças aos seus funcionários e colaboradores.

Na data em que comemoramos o seu aniversário, desejo expressar o nosso irrestrito apoio a atual administração na luta pela superação dos percalços que se contrapõem ao trabalho desenvolvido, trabalho esse que propicia a formação e especialização de uma mão de obra com crescentes níveis cie sofisticação, expansão do conhecimento tecnológico e científico, o que torna irreversível o processo cie desenvolvimento alcançado. Infelizmente carecemos cie investimentos em infraestrutura para termos condições de trilhar novos caminhos que nos deem opções além do uso de incentivos fiscais. Os investimentos que certamente dariam um redirecionamento aos resultados obtidos pelo modelo acabaram sendo sufocados no nascedouro, por falta de recursos e de apoio político do Governo Federal.

Por isso, até hoje, Manaus não tem acesso terrestre ao restante do país, nem modais com estrutura básica satisfatória para escoamento da produção do PIM, o que retira a vantagem comparativa e a competitividade, tendo em vista os altos custos operacionais de transporte, além dos sérios problemas relacionados à energia e telecomunicações. Parabéns à Suframa e a ZFM por mais um aniversário. Estamos juntos para vencer mais uma etapa difícil e de adaptação ao momento econômico vivido pelo país e pelo mundo, em decorrência da pandemia.

Também manifesto sentimentos de pesar à família do economista e professor Saul Benchimol, falecido recentemente, um exemplo de dedicação às causas amazônicas.

Antonio Silva
Presidente do Sistema FIEAM

Share this post :

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Últimas Notícias
Categorias

Receba novidades!

Inscreva-se em nosso newsletter e fique por dentro das novidades.

error: Conteúdo Protegido!