Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Inteligência e organização

15 DE NOVEMBRO DE 2016

 Em 15 de novembro de 1889, foi proclamada a República do Brasil, motivada pelas crises institucionais ao longo das décadas de 1870 e 1880. Mas, o principal motivo foi a crise econômica agravada com a Guerra do Paraguai, que endividou o Brasil com os empréstimos feitos aos ingleses. A ideia era implantar uma nova forma de governo que fosse capaz de trazer progresso para o país e avançasse nas questões políticas, sociais e econômicas.

Após 67 anos, a monarquia brasileira chegava ao fim, assumindo como presidente da República o marechal Deodoro da Fonseca. Durante seu governo ocorreram fatos marcantes, como a criação de um sistema político que separou Estado e Igreja, elaboração da primeira Constituição Republicana do Brasil, implantação de uma política econômica desastrosa que gerou a crise conhecida como “Encilhamento”, inflação elevada e especulação financeira, terminando por provocar o choque de interesses políticos entre o presidente e o Congresso, o que agravou a crise política e econômica no país, resultando no estabelecimento de estado de sítio, prisão de políticos de oposição e fechamento do Congresso.

Foram fatos que provocaram reações da sociedade, o que levou o Presidente a renunciar em novembro de 1891, assumindo em seu lugar o vice-presidente, marechal Floriano Peixoto.

Ontem como hoje, as crises econômicas provocam fatos importantes na historia da humanidade, que são preponderantes no estabelecimento de novas concepções políticas e sociais. Hoje no Brasil enfrentamos uma crise política e econômica forte, capaz de provocar transformações muito sérias na nossa sociedade, que esperamos sejam mais positivas do que negativas.

Ao falarmos em crise econômica, nos colocamos no mesmo barco, pois os resultados afetam a todos, ricos, remediados, pobres etc.

Só existe uma maneira de superar adversidades, com inteligência e organização. Uma sociedade não para de funcionar com a crise, as funções normais e básicas continuam a ocorrer, porém, assim como o corpo humano que sem as funções normais do intelecto continua a desempenhar procedimentos de alimentar-se, mover-se, dormir e acordar, mas não tem a capacidade de planejar, desenvolver-se, raciocinar e ter uma vida de crescimento e progresso, também a economia do país sem planejamento, organização, inteligência, não conseguirá superar crises e crescer econômica e socialmente.

Os políticos dos Estados Unidos nos deram recentemente uma lição de democracia, pois quando se esperava uma verdadeira divisão das forças políticas após uma acirrada campanha presidencial, o que se viu foi uma inteligente acomodação de expectativas políticas e econômicas de ambos os lados, pois sabem que precisam estar unidos para vencer a concorrência econômica e política no mundo para manter sua hegemonia.

Portanto precisamos ser inteligentes, para saber que a disputa política tem que cessar quando os interesses do país ou de uma região exigem união e força conjunta para superar crises com planejamento e organização.

Antonio Silva – Presidente da FIEAM

Share this post :

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Últimas Notícias
Categorias

Receba novidades!

Inscreva-se em nosso newsletter e fique por dentro das novidades.

error: Conteúdo Protegido!